Em meio ao dilúvio de informações enviesadas, permeado por manchetes aterradoras dos últimos dias, tivemos a oportunidade de respirar o nobre e sensato ar expirado nas palavras de Átila Iamarino. Ontem, dia 30 de março, no centro do programa Roda Viva, na TV Cultura, o biólogo, pesquisador e divulgador científico (quem eu tanto acompanho, desde 2015 pelo NerdCast), atraiu uma das maiores audiências que o programa já teve. Em plena crise do COVID-19, algo nunca antes vivido nos últimos 100 anos, meu xará encarou o desafio de informar a população, ao mesmo tempo em que denunciava a miserável situação científica em que vive o país.

Para aqueles que não puderam assistir à entrevista, o link está no final da postagem. Sugiro que vejam e tirem suas próprias conclusões. Muito mais do que um simples “tira-dúvidas” sobre o COVID-19 e seus estudos epidemiológicos, devemos encarar essa entrevista como uma extensa defesa do conhecimento, em todas as suas áreas. Como dito pelo Átila, ao ser questionado por Nilce Moretto e Vera Magalhães,

“A ciência é uma infraestrutura fácil de você descartar e não ver os efeitos surgirem a curto prazo. […] Você vai reduzindo o fomento dela, e não vai sentir falta até uma situação crítica como essa [do COVID-19].” (IAMARINO, 2020).

É triste pensar que muitos pesquisadores brasileiros (incluindo professores e alunos) que trabalham, incansavelmente, para diminuir os efeitos do coronavírus no país, estão trabalhando ou já trabalharam sem bolsa. E quando falamos de bolsas, falamos de valores puramente simbólicos:

MODALIDADEVALOR
Ensino MédioR$ 100,0
GraduaçãoR$ 400,0
MestradoR$ 1.500,0
DoutoradoR$ 2.200,0
Valores de bolsas. Fonte: CNPq.

(Me desculpem pela postagem rápida, mas não queria deixar essa entrevista passar batida…).

CNPq. (s.d.). Fonte: Conselho Nacional de Pesquisa – CNPq: http://cnpq.br/apresentacao13/

Iamarino, Á. (30 de Março de 2020). Roda Viva | Atila Iamarino | 30/03/2020. (M. Varella, H. Escobar, F. Cambricoli, M. Soares, & N. Moretto, Entrevistadores)

Link da entrevista: https://www.youtube.com/watch?v=s00BzYazxvU

Por: Átila Soares.